Educação e Escola em Tempo Integral: Desafios e Perspectivas

Duração
1 ano

Titulação
Especialista

Modalidade
a distância

Selecione estado, cidade e polo para saber o valor da mensalidade:

Carregando dados...
Inscreva-se Agora!
Inscreva-se também em

0800 642 6002

Matriz Curricular

MÓDULO DISCIPLINAS

1) Mídia, Tecnologia e Aprendizagem – 30 horas

A mídia como recurso para construção de discursos. Mídia e vida humana – implicações e intervenções na natureza humana a partir do aparato tecnológico do Sistema Social da Mídia. Imagens Midiáticas e suas relações sociais. Linguagens midiáticas e suas implicações sobre a formação do sujeito. A mídia como dispositivo pedagógico. Mídia e tecnologia, a ampliação do potencial comunicativo. A mídia e seu potencial de (re)significar objetos. A relação da mídia com a educação, no estabelecimento de contextos complexos para a relação ensino/aprendizagem.

 

2) Fundamentos Filosóficos e Pedagógicos do Ensino Superior – 30 horas
Caracterização da educação superior e suas finalidades. Fundamentos pedagógicos do ensino superior amparados nas tendências progressistas: a libertadora, a libertária e a crítico-social dos conteúdos. Processo formativo na educação superior, priorizando a universidade como espaço por excelência para a produção do conhecimento. Excelência e competência profissional na ação docente. Fundamentos filosóficos da educação superior. A reflexão filosófica e seu papel na formação de educadores e acadêmicos críticos e conscientes de sua condição de produtores de cultura.

 

3) Diversidade e Inclusão Educacional – 30 horas

Multiculturalismo: o enfrentamento da diversidade cultural na escola, compreendendo a constituição da sociedade em sua pluralidade. A diversidade cultural na legislação brasileira. A desconstrução de discursos e conceitos em relação às questões raciais. A escola como espaço para a construção de relações interculturais. O enfrentamento de estereótipos e preconceitos, discriminações e racismos, bem como os processos de inclusão e exclusão social e institucional das pessoas diferentes. Diversidade e currículo e as práticas educativas dos professores. O currículo e sua visão democrática. Estratégias pedagógicas frente à diversidade cultural. A escola e o pluralismo cultural e currículos multiculturais no estabelecimento do respeito às diferenças.

 

4) Teorias do Pensamento Contemporâneo – 30 horas

A natureza do conhecimento e sua evolução. O pensamento e a construção do conhecimento, considerando três elementos essenciais: o sujeito, o objeto, a imagem. Estruturas e formas de conhecimento: empírico, teológico, filosófico e científico. Pensamento científico, da era clássica à moderna. O Racionalismo: a faculdade autônoma do conhecimento, tendo por base “A razão”. Paradigmas do pensamento científico do séc. XX. Fenomenologia: a intencionalidade da consciência humana. O conflito de paradigmas e abordagens contemporâneas. A complexidade humana: limites e desafios culturais.

 

5) A Psicologia do Comportamento Escolar – 30 horas

Compreender comportamentos e indicar possibilidades oferecidas pela psicologia no processo de aprendizagem. A concepção de aprendizagem à luz das teorias da aprendizagem e científica. A Terapia Cognitiva Comportamental (TCC) e sua influência no relacionamento professor-aluno. Gestão de relacionamento e comportamento escolar – relações interpessoais. Inteligência emocional. Comportamento em sala de aula, a questão da indisciplina. Habilidades sociais em sala de aula: relação professor-aluno. Bullying influenciando o comportamento escolar (sua identificação, efeitos, o papel do professor em seu enfrentamento). A separação dos pais e a mudança comportamental das crianças. Os transtornos psiquiátricos/emocionais influenciando o comportamento do aluno na escola. Dificuldades de aprendizagem ocasionadas pela dislexia, discalculia e dispraxia.

 

6) Metodologia da Pesquisa Científica – 30 horas

Conceituação e natureza da pesquisa científica. As formas de conhecimento: ciência, senso comum e ideologias. O método das ciências naturais e das ciências sociais. A evolução dos métodos de pesquisa. O método argumentativo, sua ascensão, queda e renascimento. A epistemologia Kantiana. O método dialético e as contribuições de Hegel e Marx. Principais métodos de pesquisa: dedutivo, indutivo, hipotético-dedutivo, histórico e comparativo. A evolução da ciência na contemporaneidade. Principais tipos de pesquisa: exploratória, descritiva, explicativa. Elementos essenciais em um roteiro de pesquisa (tema, problema, hipótese, referencial teórico e revisão da literatura). Ferramentas, fontes e esquemas de pesquisa. A questão do plágio. O papel do orientador no desenvolvimento da pesquisa. Principais formas de pesquisa (participante, qualitativa, documental, quantitativa). Elaboração do artigo científico e demais trabalhos de conclusão de curso.

 

7) Conceitos e Pressupostos Legais da Educação em Tempo Integral – 30 horas

Conceito de educação e escola em tempo integral.  A Constituição Brasileira e a educação concebida como direito público subjetivo. A democratização do ensino fundamental e a proposta de educação em tempo integral. Contexto legal e político da educação em tempo integral: A Constituição Federal de 1988; A Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional – LDB/1996; O Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA/ 1990). O estabelecimento de políticas de apoio e incentivo à ampliação da jornada escolar: Plano Nacional de Educação (PNE) e o Programa Mais Educação. Expansão da educação em tempo integral com vistas à universalização da educação e melhoria dos índices dos Indicadores de Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB).

 

8) Gestão na Educação em Tempo Integral: planejamento dos tempos, recursos humanos e currículos – 30 horas

Concepção de gestão. Gestão dos profissionais atuantes na educação em tempo integral. A gestão escolar e a comunidade. A gestão escolar e comunidade: compartilhamento de ações e decisões. Gestão e trabalho docente na ampliação da jornada escolar. Estrutura física e organização da escola em tempo integral. Trabalho docente e trabalho educativo: duas realidades na política pública de educação em tempo integral. Trabalho educativo e trabalho docente e seus dilemas para a gestão educacional. A construção de tempos e espaços democráticos. A integração os tempos, espaços e conteúdos na educação em tempo integral. O caráter educativo do espaço e tempo escolar. Espaços de aprendizagem: territórios mais amplos e em múltiplos espaços e lugares. Concepção de currículo. Currículo e diversificação curricular na escola em tempo integral. Tempos necessários para o currículo diversificado e novas formas de aprender. Ressignificação do currículo considerando: sujeitos, espaços, tempos e objetos do conhecimento. Processos de valoração determinantes de configurações curriculares.  Eixos estruturantes do currículo de educação em tempo integral.

 

9)  A Educação em Tempo Integral como Política Pública – O Projeto Mais Educação – 30 horas

Concepção de educação em integral. Educação em tempo integral como direito à aprendizagem. A gestão de políticas públicas de ampliação da jornada escolar no país e suas interfaces político-sociais e pedagógicas. A Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (LBB – 9394/96) e o Plano Nacional de Educação (PNE) como marcos legais para orientação da educação em tempo integral. Contexto legal e político da educação em tempo integral. A necessidade de implantação de políticas públicas de educação em tempo integral a partir da análise do IDEB (índices de desenvolvimento da educação básica). Amparo legal para implantação da educação em tempo integral: Constituição, LDB e PNE.  A concepção de educação integral expressa no conjunto de documentos norteadores do Programa “Mais Educação”. A proposta pedagógica do Programa Mais Educação. A necessidade de articular políticas públicas que contribuam para a diversidade de vivências que tornam a Educação Integral uma experiência inovadora e sustentável ao longo do tempo

 

10) O Papel do Pedagogo e os Desafios da Construção do PPP na Escola de Tempo Integral – 30 horas

O Papel do Pedagogo estabelecido pela LDB. O espaço ocupado pelo professor pedagogo na escola em tempo integral. A diversidade de funções atribuídas ao pedagogo. O pedagogo como articulador das ações da escola em tempo integral.  A profissionalização do professor pedagogo e a necessidade da formação continuada. A construção da identidade do pedagogo no âmbito escolar.  A gestão escolar e a organização do tempo: compromisso do pedagogo. Competências do pedagogo na construção do PPP.  O pedagogo como articulador da construção do Projeto Pedagógico.  O cuidado do pedagogo na elaboração do Projeto Político Pedagógico da escola em tempo integral, no sentido de contemplar princípios, ações compartilhadas e intersetoriais na direção de uma Educação Integral.   O pedagogo e seu papel na intervenção e acompanhamento da construção e implementação do PPP na escola em tempo integral.   O reconhecimento que a construção do PPP é a própria organização do trabalho pedagógico da escola em tempo integral.

 

11) Tempos, Espaços e Práticas Pedagógicas na Educação em Tempo Integral – 30 horas

Tempos e espaços escolares: vivência de novas oportunidades de aprendizagens. Concepção de educação integral vinculada ao tempo de permanência do educando na escola. Educação integral sustentada no diálogo de tempo e qualidade e qualidade e tempo. Considerar os diferentes tempos dos sujeitos da aprendizagem. O confronto dialógico entre os saberes escolares e os saberes sociais.  Escola em tempo integral: espaço de vida, socialização e formação dos jovens. Proposta pedagógica da educação em tempo integral: inovadora, fundamentada na lógica da cidadania e promotora de ações articulares em torno do cidadão. Educação em tempo integral:  perspectiva de que horário expandido represente a promoção de aprendizagens significativas e emancipadoras. Tempos, espaços, saberes e aprendizagens necessários para a educação em tempo integral.

 

12) Projetos Significativos para a Educação e Escola em Tempo Integral – 30 horas

Concepção de projeto. Construção de projetos significativos: procedimentos para elaboração de projetos. Projetos de Educação integral:  foco no desenvolvimento do indivíduo em todas as suas dimensões, na construção de um indivíduo pleno, autônomo e crítico. Projetos na concepção da Construção de espaço escolar formativo e integrador das potencialidades individuais e sociais dos educandos. Projetos de Educação integral: possibilidades de interação, transformação e mudanças voltadas a aprendizagens significativas. Projetos de educação integral: reconhecimento do conjunto de demandas mapeadas na escola para o acesso aos conhecimentos e oportunidades interculturais. Projetos de escola em tempo integral: acompanhamento pedagógico prioritário, obrigatório e eletivo. Projetos no campo do conhecimento prioritário (português e matemática). Projetos no campo do conhecimento obrigatório (ciências da natureza, ciências humanas, educação física e artes). Projetos no campo do conhecimento eletivo (educação ambiental, língua estrangeira moderna, valores da cultura e da paz, prevenção e promoção da saúde, educação digital e outros). Projetos de educação integral: propostas de acordo com os interesses dos alunos e a realidade das escolas. Projetos que instrumentalizem o domínio técnico dos educandos.

 

 

A conclusão do Módulo Disciplinas acontece após a realização da Prova Interdisciplinar. A Prova Interdisciplinar pode ser agendada a partir do término das 6 (seis) primeiras disciplinas e até o dia da apresentação em banca do Trabalho de Conclusão de Curso. Existe a possibilidade de agendamento da Prova Interdisciplinar para a mesma data do TCC e realiza-los em um único dia.

 

 

MÓDULO PESQUISA

Este módulo orienta o estudante quanto à estrutura, desenvolvimento e apresentação do Trabalho de Conclusão de Curso, num formato de conhecimento universal, personalizado e sob os fundamentos da ciência específica.

Trabalho de Conclusão de Curso – 60 horas.
Cada pós-graduando realizará uma pesquisa que resultará em um artigo científico – escrito em linguagem padrão, contendo entre 12 e 15 laudas -, obedecendo às normas técnicas da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) e demais normas estabelecidas pela FAEL para a pesquisa, elaboração, formatação e apresentação.

O Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) é de caráter obrigatório, e passará pelos seguintes procedimentos/fases:

  • Produção do artigo, com aprovação pelo professor orientador que considerará a linha de pesquisa, o tema, a fundamentação e qualidade científica, e a aplicação das normas técnicas exigidas pela Instituição.
  • Apresentação do artigo científico perante uma Banca composta por profissionais designados pela Coordenação do Curso.