Educação Especial e Inclusiva

Duração
1 ano

Titulação
Especialista

Modalidade
a distância

Matricule-se agora!
Inscreva-se em

0800 642 6002

Matriz Curricular

MÓDULO DISCIPLINAS

1) Mídia, Tecnologia e Aprendizagem – 30 horas

A mídia como recurso para construção de discursos. Mídia e vida humana – implicações e intervenções na natureza humana a partir do aparato tecnológico do Sistema Social da Mídia. Imagens Midiáticas e suas relações sociais. Linguagens midiáticas e suas implicações sobre a formação do sujeito. A mídia como dispositivo pedagógico. Mídia e tecnologia, a ampliação do potencial comunicativo. A mídia e seu potencial de (re)significar objetos. A relação da mídia com a educação, no estabelecimento de contextos complexos para a relação ensino/aprendizagem.

 

2) Fundamentos Filosóficos e Pedagógicos do Ensino Superior – 30 horas
Caracterização da educação superior e suas finalidades. Fundamentos pedagógicos do ensino superior amparados nas tendências progressistas: a libertadora, a libertária e a crítico-social dos conteúdos. Processo formativo na educação superior, priorizando a universidade como espaço por excelência para a produção do conhecimento. Excelência e competência profissional na ação docente. Fundamentos filosóficos da educação superior. A reflexão filosófica e seu papel na formação de educadores e acadêmicos críticos e conscientes de sua condição de produtores de cultura.

 

3) Diversidade e Inclusão Educacional – 30 horas

Multiculturalismo: o enfrentamento da diversidade cultural na escola, compreendendo a constituição da sociedade em sua pluralidade. A diversidade cultural na legislação brasileira. A desconstrução de discursos e conceitos em relação às questões raciais. A escola como espaço para a construção de relações interculturais. O enfrentamento de estereótipos e preconceitos, discriminações e racismos, bem como os processos de inclusão e exclusão social e institucional das pessoas diferentes. Diversidade e currículo e as práticas educativas dos professores. O currículo e sua visão democrática. Estratégias pedagógicas frente à diversidade cultural. A escola e o pluralismo cultural e currículos multiculturais no estabelecimento do respeito às diferenças.

 

4) Teorias do Pensamento Contemporâneo – 30 horas

A natureza do conhecimento e sua evolução. O pensamento e a construção do conhecimento, considerando três elementos essenciais: o sujeito, o objeto, a imagem. Estruturas e formas de conhecimento: empírico, teológico, filosófico e científico. Pensamento científico, da era clássica à moderna. O Racionalismo: a faculdade autônoma do conhecimento, tendo por base “A razão”. Paradigmas do pensamento científico do séc. XX. Fenomenologia: a intencionalidade da consciência humana. O conflito de paradigmas e abordagens contemporâneas. A complexidade humana: limites e desafios culturais.

 

5) A Psicologia do Comportamento Escolar – 30 horas

Compreender comportamentos e indicar possibilidades oferecidas pela psicologia no processo de aprendizagem. A concepção de aprendizagem à luz das teorias da aprendizagem e científica. A Terapia Cognitiva Comportamental (TCC) e sua influência no relacionamento professor-aluno. Gestão de relacionamento e comportamento escolar – relações interpessoais. Inteligência emocional. Comportamento em sala de aula, a questão da indisciplina. Habilidades sociais em sala de aula: relação professor-aluno. Bullying influenciando o comportamento escolar (sua identificação, efeitos, o papel do professor em seu enfrentamento). A separação dos pais e a mudança comportamental das crianças. Os transtornos psiquiátricos/emocionais influenciando o comportamento do aluno na escola. Dificuldades de aprendizagem ocasionadas pela dislexia, discalculia e dispraxia.

 

6) Metodologia da Pesquisa Científica – 30 horas

Conceituação e natureza da pesquisa científica. As formas de conhecimento: ciência, senso comum e ideologias. O método das ciências naturais e das ciências sociais. A evolução dos métodos de pesquisa. O método argumentativo, sua ascensão, queda e renascimento. A epistemologia Kantiana. O método dialético e as contribuições de Hegel e Marx. Principais métodos de pesquisa: dedutivo, indutivo, hipotético-dedutivo, histórico e comparativo. A evolução da ciência na contemporaneidade. Principais tipos de pesquisa: exploratória, descritiva, explicativa. Elementos essenciais em um roteiro de pesquisa (tema, problema, hipótese, referencial teórico e revisão da literatura). Ferramentas, fontes e esquemas de pesquisa. A questão do plágio. O papel do orientador no desenvolvimento da pesquisa. Principais formas de pesquisa (participante, qualitativa, documental, quantitativa). Elaboração do artigo científico e demais trabalhos de conclusão de curso.

 

7) Deficiência Auditiva/Surdez: Fundamentos e Adequações Metodológicas e Curriculares – 30 horas

Deficiência auditiva/surdez: histórico. Educação de surdos no Brasil. Conceituação de deficiência auditiva. Tipos de surdez. Principais tipos de distúrbios auditivos. Causas da deficiência auditiva. O desenvolvimento da linguagem. A linguagem e o pensamento segundo Vygotsky. Piaget e Vygotsky e o desenvolvimento da linguagem. Aparelho auditivo. Benefícios que o aparelho auditivo traz ao usuário. Educação de surdos de acordo com Vygotsky e Skiliar. Processo de construção da alfabetização da criança surda. A declaração de Salamanca e a inclusão dos surdos na escola. Metodologia de trabalho com a criança surda. Avaliação da aprendizagem. Avaliação de texto elaborado pelo aluno surdo.

 

 

8) Deficiência Visual/Cegueira: Fundamentos e Adequações Metodológicas e Curriculares – 30 horas

A deficiência visual/cegueira: histórico. Fundamentos teórico-metodológicos na área da deficiência visual. Prevenção da deficiência visual. Sintomas e sinais mais comuns de alterações visuais. Desenvolvimento da criança com deficiência visual. A visão e sua interferência no desenvolvimento motor. Adequações curriculares para alunos cegos e com baixa visão. A importância da integração sensorial no processo pedagógico e a utilização de recursos de acesso ao currículo. Utilização de recursos: ópticos e não ópticos. Complementações curriculares específicas: atividades de vida autônoma e social; processo de alfabetização da pessoa cega (Braille); soroban – leitura e escrita de números no soroban. Orientação e mobilidade: técnica com guia vidente; subir e descer escadas; senta-se em auditórios; passagens estreitas; sentar-se; passagem por portas; troca de lado; aceitar, recusar ou adequar ajuda; locomoção independente e a bengala; locomoção com cães-guia. Rede de apoio à inclusão de alunos com deficiência visual.

 

9) Deficiência Física: Fundamentos e Adequações Metodológicas e Curriculares – 30 horas

Caracterização das pessoas com deficiência física: paralisia cerebral; distrofia muscular progressiva; lesão medular; mielomeningocele ou espinha bífida. Como a escola deve receber o aluno deficiente físico. Orientações gerais sobre o aluno deficiente físico. Orientações para o trabalho pedagógico com o aluno deficiente físico. Avaliação escolar do aluno deficiente físico. Objetivos da avaliação da aprendizagem. Tecnologias assistivas para alunos deficientes físicos: uso da informática; adaptações físicas ou órteses; adaptações de hardware; adaptações de software.

 

10) Condutas Típicas: Fundamentos e Adequações Metodológicas e Curriculares – 30 horas

Conceituação de condutas típicas. O aluno com condutas típicas: características. Condutas típicas mais frequentes nas salas de aula: distúrbios de atenção, hiperatividade, alheamento, agressividade física e/ou verbal, impulsividade, autismo, neurose, psicose. Estratégias de intervenção. Recomendações para convívio com alunos portadores de condutas típicas. Atitudes do professor frente ao público com condutas típicas. Adequações curriculares. Flexibilizações na avaliação. O professor e sua rede de apoio. Centro de atendimento especializado.

 

11) Altas Habilidades: Fundamentos e Adequações Metodológicas e Curriculares – 30 horas

Regulamentação da educação Inclusão para altas habilidades. Conceito de altas habilidades. Dimensões da inteligência segundo as diretrizes da política nacional de educação especial. Características de uma pessoa com altas habilidades. Metodologias de intervenção. Programas de enriquecimento: por níveis. Programas de segregação. Escolas especializadas. Salas de recurso. O papel da família no desenvolvimento de crianças superdotadas. O professor de alunos com altas habilidades.

 

 

12) Deficiência Intelectual: Fundamentos e Adequações Metodológicas e Curriculares – 30 horas

Conceituação do deficiente intelectual. Síndromes: síndrome de Down ou trissomia do cromossomo 21; síndrome de Asperger; síndrome de Rett; autismo; síndrome de Tourette; síndrome de Turner; síndrome de Williams. Identificação, análise, comparação e síntese. Teoria  da modificabilidade cognitiva de Reuven Feuerstein.  Feuerstein e a zona de desenvolvimento proximal. Feuerstein e a mediação sociocultural. Modificabilidade cognitiva. Principais características da mediação. Programa de enriquecimento instrumental. Instrumentos utilizados no PEI. Análises da ação mental: o mapa cognitivo. História da deficiência intelectual. LDB.

 

 

A conclusão do Módulo Disciplinas acontece após a realização da Prova Interdisciplinar.

A Prova Interdisciplinar pode ser agendada a partir do término das 6 (seis) primeiras disciplinas e até o dia da apresentação em banca do Trabalho de Conclusão de Curso. Existe a possibilidade de agendamento da Prova Interdisciplinar para a mesma data do TCC e realiza-los em um único dia.

 

 

MÓDULO PESQUISA

Este módulo orienta o estudante quanto à estrutura, desenvolvimento e apresentação do Trabalho de Conclusão de Curso, num formato de conhecimento universal, personalizado e sob os fundamentos da ciência específica.
1) Trabalho de Conclusão de Curso – 60 horas.
Cada pós-graduando realizará uma pesquisa que resultará em um artigo científico – escrito em linguagem padrão, contendo entre 12 e 15 laudas -, obedecendo às normas técnicas da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) e demais normas estabelecidas pela FAEL para a pesquisa, elaboração, formatação e apresentação.

O Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) é de caráter obrigatório, e passará pelos seguintes procedimentos/fases:

  • Produção do artigo, com aprovação pelo professor orientador que considerará a linha de pesquisa, o tema, a fundamentação e qualidade científica, e a aplicação das normas técnicas exigidas pela Instituição. E,
  • Apresentação do artigo científico perante uma Banca composta por profissionais designados pela Coordenação do Curso.