Gestão Estratégica na Área da Saúde

Duração
1 ano

Titulação
Especialista

Modalidade
a distância

Selecione estado, cidade e polo para saber o valor da mensalidade:

Carregando dados...
Matricule-se agora!
Inscreva-se em

0800 642 6002

Matriz Curricular

MÓDULO DISCIPLINAS
1) Gestão e Liderança de Pessoal – 30 horas

Conceito de Liderança. A Organização. Estilos de Liderança e Gestão de Equipes. Modelos de Liderança. Eficácia da Liderança. O Contexto da Liderança. Ética e Liderança. A Importância das Habilidades Interpessoais – Habilidades de Negociação, Habilidades de Delegação, Habilidades de Aconselhamento, Habilidades Políticas. O Estabelecimento de Metas. A Motivação Humana e o Desempenho. O Reconhecimento. Planejamento Estratégico de Pessoas Desenvolvimento Organizacional. Gestão por Competências. Equipe de Trabalho. Clima Organizacional.

 

2) Políticas Sociais no Brasil – 30 horas

A implementação de políticas públicas sociais pela busca de uma vida mais digna a todos os cidadãos. Trajetória histórica das políticas sociais. A Sociedade Civil. O Estado. Análise de políticas públicas. Política social. Políticas sociais e assistência social. Políticas sociais e o Welfare State. Movimentos sociais. Financiamento de políticas sociais. Regulamentação das políticas sociais. Lei orgânica da assistência social. Política pública de assistência social. Conselhos gestores: contexto municipal, avaliação participativa, questão social, questão social e política. Política Nacional de Assistência Social (PNAS): princípios, diretrizes, objetivos, controle social. Conselho Nacional de Assistência Social (CNAS). Sistema Único de Assistência Social (SUAS). Políticas sociais no Brasil.

 

 

3) Orçamento, Despesa Pública, Plano de Contas e Patrimônio – 30 horas

Orçamento: planejamento e execução orçamentária, considerando a relação que se estabelece entre a publicidade e a fiscalização e controle dos atos do Estado. Princípios e objetivos da orçamentação pública. O Plano Plurianual – PPA e a Lei Orçamentária – LDO. Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF) normas de finanças públicas voltadas à responsabilidade na gestão fiscal. Controle dos limites constitucionais e legais relativos à educação e à saúde: adiantamentos, transferências voluntárias, limites de endividamento e precatórios, operações de crédito. Controle interno governamental: controle pela autoridade administrativa; controle pelo poder legislativo; controle pelos tribunais e contas; controle pelos membros da sociedade em geral.

 

4) Planejamento em Saúde – 30 horas

Raízes históricas do planejamento. Campo de estudos do planejamento. As origens do planejamento em saúde. Estado, poder e planejamento em saúde. História da saúde pública no Brasil e a importância do planejamento. A saúde pública no reinado e no império. A saúde nas primeiras décadas do século XX. A saúde: da Segunda Guerra Mundial à Ditadura Militar. O SUS: bases constitucionais. O novo modelo de atenção do SUS. Planejamento: conceitos e métodos. Teorias do planejamento. Planejamento e gestão. Planejar e gerenciar. Processos e métodos de planejamento. Planejamento em saúde. Bases conceituais do planejamento em saúde. O pensamento estratégico de Mario Testa. O poder como categoria explicativa da vida social. O planejamento estratégico situacional. Regulamentação do SUS: leis orgânicas da saúde e normas operacionais. Saúde da família. Gestão, descentralização e financiamento. Política nacional de atenção básica. Pactos: pela saúde, pela vida, em defesa do SUS. Planejamento financeiro do SUS: orçamento público.

 

5) Gestão de Pessoas, Responsabilidade e Ética nas Políticas Sociais – 30 horas

Gestão de pessoas: definições de organizações. Tipos de organizações: social, formal e informal. Conceito de gestão de pessoas. Visões de mundo e concepções de pessoas no mundo do trabalho e novas concepções de gestão de pessoas. Conceito de competência. Planejamento estratégico de pessoas: ferramentas e estilos de liderança e sua influência na gestão de pessoas. Conceito de liderança. Gestão de pessoas em ambiente dinâmico e competitivo. Importância do papel do gestor público na gestão de pessoas. Ética e responsabilidade social (aspectos conceituais). Ética na gestão pública/políticas sociais. Prática profissional e ética no contexto das políticas públicas. Características de Aprendizagem em Gestão. Aprendizagem Organizacional. Inteligência emocional.

 

6) Metodologia da Pesquisa Científica – 30 horas

Conceituação e natureza da pesquisa científica. As formas de conhecimento: ciência, senso comum e ideologias. O método das ciências naturais e das ciências sociais. A evolução dos métodos de pesquisa. O método argumentativo, sua ascensão, queda e renascimento. A epistemologia Kantiana. O método dialético e as contribuições de Hegel e Marx. Principais métodos de pesquisa: dedutivo, indutivo, hipotético-dedutivo, histórico e comparativo. A evolução da ciência na contemporaneidade. Principais tipos de pesquisa: exploratória, descritiva, explicativa. Elementos essenciais em um roteiro de pesquisa (tema, problema, hipótese, referencial teórico e revisão da literatura). Ferramentas, fontes e esquemas de pesquisa. A questão do plágio. O papel do orientador no desenvolvimento da pesquisa. Principais formas de pesquisa (participante, qualitativa, documental, quantitativa). Elaboração do artigo científico e demais trabalhos de conclusão de curso.

 

7) Gestão de Programas: Saúde do Cidadão, Física e Mental – 30 horas

Conceito e construção histórica de gestão de programas. Construção histórica da promoção da saúde. Política nacional da promoção da saúde. Saúde da criança. Princípios norteadores do cuidado da saúde da criança. Linhas prioritárias de cuidado da criança. Ações importantes no desenvolvimento na criança. Ações para o desenvolvimento da criança. Instrumentos de gestão dos serviços de saúde para atenção integral da criança. Saúde do adolescente e jovem: a criança e o adolescente, programa saúde do adolescente. Áreas prioritárias para o programa de saúde do adolescente. Prevenção de acidentes e violência. Saúde da mulher. Ações propostas para a promoção da saúde da mulher. Saúde do homem. Indicadores da saúde do homem. Elementos essenciais para os programas de saúde do homem. Saúde do trabalhador: conceitos. Atenção integral à saúde do trabalhador. Saúde do idoso. Vida média do brasileiro. Envelhecimento saudável e estilo de vida. Humanização da saúde do idoso. Saúde mental.

 

 

8) Vigilância em Saúde: Vigilância Ambiental, Epidemiológico, Sanitária e Saúde do Trabalhador – 30 horas

Funções de coordenação das ações nacionais de vigilância em saúde do Ministério da Saúde. Ações desenvolvidas pela Secretaria de Vigilância em Saúde: laboratórios de saúde pública, imunizações e promoção à saúde, informações epidemiológicas. Vigilância Epidemiológica como parte integrante da Vigilância em Saúde. Funções essenciais da vigilância epidemiológica. Notificação compulsória: base de dados que consolida a vigilância epidemiológica. Como trabalhar as notificações. Investigação Epidemiológica de Casos e Epidemias. Processamento de dados de interesse a Vigilância em Saúde: Sistema de Informação de agravos notificáveis – SINAN, Programa Nacional de Imunização – PNI, Sistema de informação sobre mortalidade –SIM, Sistema de Informação de Nascidos Vivos – SINASC. A Vigilância Sanitária no âmbito da Vigilância em Saúde. Anvisa: competências e ações. Atuação da Anvisa. Áreas de atuação da Vigilância Sanitária: bens e serviços, meio ambiente. Procedimentos administrativos em vigilância sanitária. Vigilância sanitária de alimentos. Vigilância ambiental em saúde. O VIGIÁGUA – Programa Nacional de Vigilância Ambiental relacionado à qualidade da água para consumo humano. O VIGIAR – Programa Nacional de Vigilância Ambiental relacionado à qualidade do ar. O VIGISOLO – Programa Nacional de Vigilância Ambiental de populações expostas ao solo contaminado. Vigilância à Saúde do Trabalhador, no contexto da Vigilância em Saúde.

 

 

9) Gestão de Pessoas e Qualidade nos Serviços de Saúde – 30 horas

A importância da qualidade na prestação dos serviços de saúde. O contexto político, econômico e social brasileiro nas três últimas décadas e as mudanças no cenário mundial: globalização, desenvolvimento tecnológico, reestruturação dos processos de produção capitalista. As organizações e a qualidade dos produtos ou serviços prestados. A gestão de pessoas e a qualidade total. Liderança e gestão de pessoas. A Administração de Recursos Humanos – ARH: qualidade nos serviços de saúde em termos de eficácia e eficiência. O gestor de pessoas e o caráter contingencial da ARH. Políticas de Recursos Humanos. Planejamento de recursos humanos. Planejamento estratégico organizacional. Etapas para operacionalização do planejamento de recursos humanos. Subsistemas de administração de recursos humanos. Administração de cargos: análise, avaliação, classificação, descrição, objetivos, administração de salários, participação nos lucros. Avaliação do desempenho humano. Modelos de avaliação do desempenho: auto- avaliação, resultados, avaliação 360 graus, Treinamento e desenvolvimento pessoal. O desenvolvimento de gerentes. Benefícios sociais: tipos, planos. Princípio da mútua responsabilidade. Qualidade de vida no trabalho.

 

10) Diretrizes dos Pactos pela Saúde: Saúde, Vida, Defesa do SUS e de Gestão – 30 horas

Direito à saúde: conceito de saúde. Educação e saúde. Bioética e saúde. Meio Ambiente e saúde. Pacto pela saúde. Pacto pela vida: saúde do idoso, Controle do câncer de colo do útero e da mama, redução da mortalidade infantil e materna, fortalecimento da capacidade de resposta às doenças emergentes e endemias. Promoção da saúde. Fortalecimento da atenção básica à saúde. Pacto em defesa do SUS. Pacto de gestão do SUS: descentralização, regionalização, financiamento do SUS, planejamento do SUS. Programação Pactuada e Integrada da Atenção em Saúde (PPI). Regulação da Atenção à Saúde e Regulação Assistencial. Participação e controle social. Gestão do trabalho. Educação na saúde. Responsabilidade sanitária. Impactos da violência generalizada sobre o SUS: conceito de violência, trânsito e violência, trabalho e violência, acidentes domiciliares, tipos de violências com consequências pessoais e sociais. Saúde e proteção.

 

11) Núcleos de Apoio à Saúde da Família (NASF) e seus Níveis de Competências – 30 horas

A Saúde da Família (ESF) como modelo de atendimento proativo, que investe em ações de promoção, recuperação e prevenção à saúde. Atenção primária à saúde no Brasil (APS). O núcleo de apoio à saúde da família (NASF). Modalidades do NASF. NASF: princípios e diretrizes. A proposta do NASF.O conceito de apoio matricial. A equipe de referência e o apoio matricial. A gestão do processo de trabalho do NASF. Organizações do processo de trabalho nas ações de saúde: indicadores e metas. Ações de saúde: processo de prevenção e cura. O trabalho em equipe: aspectos, atribuições, organização do processo de trabalho, O Projeto Terapêutico Singular (PTS). Projeto de Saúde no Território. Saúde mental. Alimentação e nutrição no NASF (articulações no território). Assistência farmacêutica no NASF. Assistência social (articulações no território). Atenção integral da criança e do adolescente (articulações no território). Saúde integral da pessoa idosa no NASF. Educação Física Articulações no território/Espaços educativos. Fisioterapia: Articulações no território. Implantação do NASF: critérios e passos.

 

 

12) Sistemas de Informação, Indicadores Epidemiológicos de Saúde – 30 horas
Abordagem acerca dos sistemas de Informação em Saúde, levando-se em conta sua história, seus conceitos, seus componentes, suas características e suas principais funções acompanhadas por reflexões sobre o assunto. Objetivos e funções dos processos de uma organização. Conceitos de Sistema de Saúde. Tipos e finalidades de bancos de dados. Atributos do Sistema de Informação. A saúde no Brasil: contexto histórico e o cenário político. Principais atividades dos sistemas de informações. Processo de produção da informação. Principais sistemas de informação utilizados em saúde. Componentes do sistema de informação em saúde. Gestão dos sistemas de informação em saúde. Papel das secretarias municipais de saúde. Competência do Centro Nacional de Epidemiologia (CENEPI). Cadastro Nacional de Estabelecimentos de Saúde (CNES). Sistemas de Informações de AB-(SIAB). Divulgação das informações.

 

 

A conclusão do Módulo Disciplinas acontece após a realização da Prova Interdisciplinar.

A Prova Interdisciplinar pode ser agendada a partir do término das 6 (seis) primeiras disciplinas e até o dia da apresentação em banca do Trabalho de Conclusão de Curso. Existe a possibilidade de agendamento da Prova Interdisciplinar para a mesma data do TCC e realiza-los em um único dia.

 

 

 MÓDULO PESQUISA

Este módulo orienta o estudante quanto à estrutura, desenvolvimento e apresentação do Trabalho de Conclusão de Curso, num formato de conhecimento universal, personalizado e sob os fundamentos da ciência específica.
1) Trabalho de Conclusão de Curso – 60 horas.
Cada pós-graduando realizará uma pesquisa que resultará em um artigo científico – escrito em linguagem padrão, contendo entre 12 e 15 laudas -, obedecendo às normas técnicas da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) e demais normas estabelecidas pela FAEL para a pesquisa, elaboração, formatação e apresentação.

O Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) é de caráter obrigatório, e passará pelos seguintes procedimentos/fases:

  • Produção do artigo, com aprovação pelo professor orientador que considerará a linha de pesquisa, o tema, a fundamentação e qualidade científica, e a aplicação das normas técnicas exigidas pela Instituição. E,
  • Apresentação do artigo científico perante uma Banca composta por profissionais designados pela Coordenação do Curso.