Curso de Letras Português-Espanhol

Duração
4 anos

Titulação
Licenciado

Modalidade
a distância

Selecione estado, cidade e polo para saber o valor da mensalidade:

Matrícula por

R$ , *

Carregando dados...
Inscreva-se Agora!
Inscreva-se também em

0800 642 6002

Desenvolvimento de habilidades

O curso de Letras da FAEL, Licenciatura em Português e Espanhol, oferece aos acadêmicos, habilidades competências de estudos linguísticos e estudos literários, que tornam o profissional habilitado as seguintes práticas: 

  • Ao domínio da Língua Portuguesa e da Língua Espanhola, em desempenho oral e escrito, tanto em recepção, quanto em produção de textos;
  • Ao domínio teórico descritivo dos componentes fonológicos, morfossintáticos, léxicos e semânticos da Língua Portuguesa e Língua Espanhola;
  • Ao entendimento das diferentes concepções gramaticais e conhecimento das variedades linguísticas existentes e dos vários níveis e registros de linguagem;
  • À análise, descrição e explicação, diacrônica e sincronicamente, da estrutura e funcionamento da Língua Portuguesa e Língua Espanhola;
  • À compreensão dos fatos da Língua Portuguesa e Língua Espanhola e das possibilidades de investigações de língua e linguagem, pela análise de diferentes teorias, bem como a aplicação das mesmas a problemas de ensino e aprendizagem de língua materna e língua estrangeira, no caso, Espanhol;
  • Ao domínio teórico, crítico e historiográfico de um repertório representativo de literaturas em Língua Portuguesa e Língua Espanhola;
  • À análise crítico-reflexiva sobre as condições sob as quais a escrita se torna literatura;
  • À visão crítica das perspectivas teóricas aplicadas às investigações de língua e de outras linguagens;
  • A ter e gerar motivação epistêmica, traduzida como permanente inquietude intelectual;
  • Ao comprometimento com a inovação, aceitando-a e promovendo-a, numa atitude que coloca o conhecimento em constante avaliação;
  • Estar em sintonia crítica com o panorama contemporâneo profissional, buscando atualização contínua e voltando-se a perspectivas multi e interdisciplinares.

 

Competências geradas pela formação humanística, caracterizada por indicadores que demonstrem atuação de profissional habilitado:

 

  • Ao comprometimento com a Escola, considerando-a espaço efetivo de ensino com responsabilidade social e educacional e com as consequências da atuação docente no mundo do trabalho;
  • Ao entender-se como educador, exercendo práticas pedagógicas que estabeleçam a harmonia entre o conhecimento cientificamente elaborado e os compromissos com a vida humana e preservação do ambiente em que se vive;
  • A estimular os relacionamentos pessoais e interpessoais superadores de todas as formas de discriminação;
  • A desenvolver uma atitude pedagógica geradora de compromisso com a verdade, que não admite práticas antiéticas no decurso do processo ensino-aprendizagem;
  • À percepção de si mesmo e do outro, também como ser humano incompleto, com necessidades subjetivas, estendendo-se capaz de acolher e ser acolhido, contribuindo assim para a promoção, existencial e profissional, do crescimento dos valores positivos da humanidade;
  • À solidariedade no convívio escolar e comunitário;
  • À promoção de um clima profissional marcado por convívio harmonioso, onde os conflitos sejam administrados à luz das diferenças individuais e de comportamentos que incluem tolerância e perdão;
  • Ao relacionamento com a família dos educandos e com peculiaridades do contexto cultural e social onde a escola se inscreve, trazendo leituras que concebem valores antropológicos e geram intervenção na realidade, transformando-a sem desfigurá-la;
  • À inserção no universo da complexidade de outros contextos presentes ou futuros;

 

Competência de transposição didática do saber, caracterizada por indicadores de um profissional habilitado:

 

  • Ao domínio de repertório de termos especializados por meio dos quais se pode discutir e transmitir a fundamentação dos conhecimentos da Língua Portuguesa e suas literaturas e da Língua Espanhola e suas literaturas;
  • Às ações necessárias para atuar como professor, pesquisador e permanente questionador das diferentes manifestações linguísticas possíveis, sendo usuário, como profissional, da norma padrão;
  • Ao desempenho do papel de multiplicador, formador e fomentador do desenvolvimento de habilidades linguísticas, culturais e estéticas, contribuindo para a formação de leitores críticos, intérpretes e produtores de textos de diferentes gêneros e registros linguísticos.